quinta-feira, outubro 18, 2007

Vida a Correr




Dizem os relatos dos primeiros arqueólogos que escavaram Pompeia que a lava preservou os corpos das vítimas perfeitamente. Estátuas de carne. Dentro da concha, oca após perdida a cera, injectaram mais tarde gesso e regressaram as expressões aos corpos. A história das vítimas fica contada.

Mas qual a história dos sobreviventes? para onde foram e como chegaram lá? - com histórias de deuses zangados, de cólera divina, da loucura de Vulcano?...
Parte da sua história fica contada no que ficou para trás, no que se deixou à pressa antes da fuga.

Aqui, a anarquia dos objectos, para além de contar a história de uma fuga, conta a história de anos de pilhagem.
Enviar um comentário